Num programa articulado de formação, criação e programação, dansul promove de Outubro de 2010 a Junho 2011 aulas regulares de dança, uma conferência e oficinas pontuais, além de espectáculos da companhia dansul e da artista convidada Filipa Francisco.

Nesta edição escolhemos como temática a revisitação e actualização na sociedade actual de tradições relativas às relações humanas e às referências culturais ou naturais da região. Para o fazer elegemos a dança-teatro como género artístico que caracteriza os espectáculos apresentados e a possibilidade de relacionar o imaginário popular e os novos media.

Em 2011 dansul acontece em parceria com as autarquias de Mértola, Castro Verde e Aljustrel, envolvendo apoios de outras entidades públicas ou privadas em cada concelho e é financiado pelo Ministério da Cultura / Direcção Geral das Artes. A produção é feita por uma equipa da Associação em Mértola para Desenvolver e Animar (AMDA).

dansul deseja integrar a dança contemporânea na oferta dos recintos culturais da região; enfatizar o papel da arte na educação; estimular o desenvolvimento profissional; dinamizar a comunidade que habita no baixo alentejo; criar relações marcantes entre os artistas visitantes e as localidades que os acolhem; e assim gerar sinergias entre público, alunos, instituições e equipas de trabalho, que proporcionem experiências enriquecedoras e perspectivas de futuro.

Na primeira edição de 2008/2009 realizada em Mértola, Beja e Castro Verde, destacaram-se a qualidade da oferta, as parcerias e apoios de entidades públicas e privadas, o bom funcionamento de equipas, a sensibilização de novos públicos e a cobertura da comunicação social regional.